Saber mais

Acerca do projeto


Designação do projeto | Modernização do sistema de informação da qualidade do ar (QualAr) e reforço da monitorização da poluição de fundo

Código do projeto | POSEUR-02-1810-FC-000092

Objetivo principal | Promover a adaptação às alterações climáticas e a prevenção e gestão de riscos

Região de intervenção | Nacional

Entidade beneficiária | Agência Portuguesa do Ambiente

Data de aprovação | 06-07-2016

Data de início | 01-06-2016

Data de conclusão | 30-06-2019

Custo total elegível | 553.007,90 €

Apoio financeiro da União Europeia | 505.627,79 €

Apoio financeiro público nacional | 57.389,11 €

Objetivos, atividades e resultados esperados/atingidos |

A modernização e melhoria da interface do sistema de informação e de avisos do QualAr tem o objetivo de garantir suporte aos processos de tomada de decisão e à elaboração e implementação de políticas e estratégias em matéria de ar, com uma gestão de informação mais eficaz e eficiente, através da disponibilização de informações em tempo útil e providenciando as condições e os meios indispensáveis à gestão de risco e à minimização dos efeitos adversos dos episódios de poluição atmosférica. Os objetivos específicos são:

- otimização da gestão e da divulgação da informação da qualidade do ar e intercâmbio de informação com a COM e AEA em consonância com os requisitos e procedimentos estabelecidos na legislação comunitária
- fornecer indicadores adequados aos decisores que potenciem a capacidade para elaboração de políticas para a qualidade do ar, designadamente ao nível de medidas de controlo da poluição atmosférica aumentar a informação fornecida pelos modelos de previsão e avaliação da qualidade do ar numa perspetiva de prevenção de riscos
- avaliar a contribuição do transporte transfronteiro de poluentes atmosféricos a longa distância nos níveis medidos
- aumentar a compreensão de poluentes específicos como as partículas e o ozono para o desenvolvimento de políticas e medidas adequadas
- melhorar o conhecimento dos níveis de carbono negro, que para além dos efeitos na saúde contribui para as alterações climáticas fomentando: a criação de serviços com conteúdos personalizados e com disseminação mais eficaz; a criação de mecanismos de avisos e alertas a diversas entidades, habilitando-as a desencadearem procedimentos adequados tendo em vista a proteção das populações; a sensibilização dos cidadãos para a qualidade do ar e para os seus efeitos na saúde.

A implementação deste projeto permitiu modernizar a base de dados online da qualidade do ar integrando novos serviços de disponibilização da informação e equipamentos de monitorização e o incremento da acessibilidade à informação através do desenvolvimento das funcionalidades de interoperabilidade com outros sistemas de informação.